Clínica Sementes, corpo e saúde em equilíbrio e no lugar certo

Contate-nos (11)3884-8984
Categoria

Nutrição

Atendimento  Nutricional Personalizado, com enfoque na educação nutricional e Mudança de Comportamento Alimentar nas situações clínicas que envolve o trabalho do Nutricionista, tais como tratamento e acompanhamento da Doença Renal Crônica, Diabetes, Obesidade, Hipertensão, e Doença cardiovascular. Além do programa de Emagrecimento sustentável e Adequação da Nutrição para a atividade física.

 

Saiba que a Educação Alimentar e nutricional é um processo de aprendizagem exercido por meio de orientações nutricionais específicas, onde o indivíduo conhece e aprende novos hábitos alimentares, proporcionando a escolha correta dos alimentos que irão compor as suas refeições, tanto em nível qualitativo quanto quantitativo.

Conhecer o padrão alimentar das pessoas é fundamental para a traçar estratégias de educação alimentar e nutricional. Um bom papo, descontrair e criar vínculo deve continuar a fazer parte dos atendimentos nutricionais que, com certeza não saiu de moda e nem cedeu espaço para o virtual.

O atendimento na saúde necessita ser presencial, este é o diferencial do profissional Nutricionista.  As tecnologias e ferramentas devem apenas completar este processo individualizado. Ver e ouvir o cliente-paciente e a chave para uma orientação sustentável e de resultado.

https://www.facebook.com/vilaninutri/

#vilaninutri #atentimentonutricional #nutrição #consultanutricional

Dra. Vilani Figuiredo Dias

Nutricionista

Mestre em Ciências   Nutrição -Nefrologia/Unifesp

CRN-3  9748

Entre em Contato

recepcao@clinicasementes.com.br

 Fone: (11)3884.8984

Rua Bento de Andrade, 58  D Jardim Paulista

https://www.facebook.com/vilaninutri/

Consulta Nutricional Presencial

 Agenda  aberta  

Atendimento Nutricional Personalizado 

Agende seu Horário!

Dê à sua saúde e à alimentação a importância que merecem.  Desperte para uma alimentação mais consciente em prol da sua saúde.

Nutrição, Saúde e Educação aborda  metodologia participativa que incentiva o  processo educativo , com enfoque comportamental-funcional.

O objetivo não é oferecer cardápios e dietas prontas não personalizadas, mas despertar e capacitar para a mudança de comportamento Alimentar e assim realizar escolhas alimentares mais saudáveis  que contribuam para o seu bem estar físico e de saúde.

    Vale ressaltar que a Educação Alimentar e nutricional é um processo de aprendizagem exercido por meio de orientações nutricionais específicas, onde o indivíduo conhece e aprende novos hábitos alimentares, proporcionando a escolha correta dos alimentos que irão compor as suas refeições, tanto em nível qualitativo quanto quantitativo.

O atendimento na saúde necessita ser presencial, este é o diferencial do profissional Nutricionista.  As tecnologias e ferramentas devem apenas completar este processo individualizado.

Ver e ouvir o cliente-paciente é a chave para uma orientação nutricional sustentável, de qualidade e resultado.

 

Vamos conversar sobre este assunto e entender melhor como a alimentação mais consciente pode te ajudar a trazer benefícios à sua saúde.

Agende seu horário.

Terei o maior prazer em recebê-los para um bom papo nutricional e ajudá-los nos processos de Mudança de Comportamento Alimentar e emagrecimento inteligente.

Estarei a disposição! 

A Clínica sementes está sempre pronta para cuidar da sua saúde, Nutrição e Bem Estar em um só lugar.

Aguardo você !

Acesse  video

Atendimento Nutricional Personalizado na Saúde.

Créditos:

Vídeo: Raphael Figuiredo Dias

Fotografia: Vida Edições e Vinicius Marques de Almeida

Make: Priscila Satim

Hair: Edgar Nascimento

Eventos Anteriores

 Eventos Anteriores

 

Para atender a necessidade de nossos clientes estará aberta no Sábado dia 24.06 para Atendimento Nutricional

Acesse  vídeo

Vídeo: Vida Edições

Fotografia: Vida Edições e Vinicius Marques de Almeida

Make: Priscila Satim

Hair: Edgar Nascimento

#reeducacaoalimentar #dietas #emagrecimento #nutricionista #vidasaudavel #nutriçãoclinica #ciênciadanutrição #nutricaofuncional #diabetes #hipertensão #obesidade #vilaninutri

Dra. Vilani Figuiredo Dias

Nutricionista

CRN 9748

Entre em Contato

Informações e Agendamento

recepcao@clinicasementes.com.br

 Fone: (11)3884.8984 /3051.4932

Rua Bento de Andrade, 58  D Jardim Paulista

O Atendimento  Nutricional

Baseia-se na  metodologia participativa incentivando o  processo educativo, com enfoque comportamental-funcional.

Para tanto o Atendimento  clínico nutricional não se resume apenas em uma consulta e sim em um processo no qual o nosso paciente-cliente é visto de forma holística, sendo considerado todos os aspectos ( clínicos, nutricionais  e comportamentais ) que podem influenciar sua forma de alimentação e sua nutrição.

Portanto o Acompanhamento Nutricional  é fundamental para alcançar os resultados

 

 

 

 

O objetivo não é oferecer cardápios e dietas prontas não personalizadas e sim despertar e capacitar para a mudança de comportamento para realizar escolhas alimentares mais saudáveis  que contribuam para o seu bem estar físico e de saúde. Sendo assim, prezamos os costumes, hábitos alimentares, preferências e  estilo de vida para satisfazer as necessidades  individualizadas.

Este processo educativo sustentável  também inclui as orientações nutricionais  práticas  para  o conhecimento dos alimentos e suas funções, assim como a capacitação para a  elaboração de cardápios autônomos para o dia a dia que atendam os cinco sentidos  e os princípios da gastronomia e gastronomia hospitalar para aqueles que necessitam  de restrições alimentares.

 

 

 

 

 

 

 

A Consulta de Nutrição Clínica Individualizada também pode ser realizada pelo Sistema HOME CARE.

Baseia-se na realização de consultas domiciliares  para pacientes acamados, pacientes com obesidade, idosos e gestantes impossibilitados de virem à nossa clínica por motivos de saúde.

Neste seguimento também é realizada a orientação prática  e de educação nutricional com enfoque no preparo da dieta, cuidados higiênicos sanitários, dicas de preparações culinárias por meio da gastronômica domiciliar.

 

 

O Acompanhamento Clínico Nutricional  Individualizado tem por objetivo a prevenção e o auxílio no tratamento de doenças:

  • Reeducação Alimentar
  • Emagrecimento Sustentável
  • Doença Renal Crônica nos seus diferentes estágios;
  • Doenças cardiovasculares (infarto, “derrame”)
  •  Sobrepeso e Obesidade;
  •  Hipertensão arterial
  •  Câncer, entre outras

 

 

O nutricionista!! fala de Alimento a base da vida, sua relação com o estilo de vida e com a Promoção da saúde.
Qual a sua relação com a comida?
Como você avalia o seu comportamento alimentar?
Entender a sua relação com os alimentos pode te levar a uma vida mais saudável e completa.

Agende seu horário

Acesse o video 

Invista  em você ! Agende seu horário e venha tomar um café ou chá conosco!

Estarei a disposição para ouvi-lo e  auxiliá-lo neste processo .

Um Forte Abraço!

 

Agradecimentos

(fotografia: Vinicius Marques Almeida)

Make: Priscila Satim 

Hair: Edgar Nascimento 

 

https://www.facebook.com/vilaninutri/

Atenção:  Respeitamos o Código de Ética do nutricionista e, de acordo com as determinações do Conselho Federal de Nutrição e Conselho Regional de Nutrição, NÃO realizamos consultas clínicas por e-mail ou skype.

Dra. Vilani Figuiredo Dias

Nutricionista

CRN 9748

Entre em Contato

recepcao@clinicasementes.com.br

 Fone: (11)3884.8984

Rua Bento de Andrade, 58 D Jardim Paulista

recepção sementesatend 8

Como uma alimentação adequada e saudável pode ajudar uma pessoa com diabetes a controlar os níveis de glicose no sangue

Diabetes (DM) é uma doença de alta prevalência mundial e no Brasil não é diferente, eles já são mais de 14 milhões, muitos sem diagnóstico e a maioria com controle inadequado, que leva a diversas complicações da doença, comprometendo a qualidade de vida e aumentando a mortalidade.

 LEIA TAMBÉM: O papel da nutrição na prevenção e controle do Diabetes Mellitus

A Diabetes é uma doença crônica multifatorial, cujo tratamento depende da conjugação de três fatores: Alimentação, Atividade Física e Medicação.

Vale lembrar que existem duas formas principais de Diabetes: o Tipo 1 (insulinodependente ou juvenil) e o Tipo 2 (não-insulinodependente ou com início mais frequentemente na vida adulta e acometem os indivíduos de forma diferente).

DM tipo 1 é ocasionado por doença autoimune que ataca as células beta do pâncreas responsáveis pela produção de insulina, hormônio que transporta a glicose para as células. Neste caso, o pâncreas produz pouco ou deixa subitamente de produzir insulina, e como resultado, a glicose se eleva no sangue (Hiperglicemia). A falta absoluta de insulina dá origem à produção de substâncias tóxicas no organismo, os chamados “corpos cetônicos”, este conjunto de sintomas ocasiona mal-estar, náuseas, tonturas, desmaios e até “coma diabético”, e como não há qualquer produção de insulina, a administração exógena é necessária. Geralmente, o DM Tipo 1 aparece na infância ou adolescência, mas pode ser diagnosticado em adultos também e representa entre 5 a 10% do total de pessoas com a doença.

 

Continue reading Alimentação saudável e os benefícios no controle do Diabetes tipo 1 e 2

De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), um em cada dez brasileiros tem problemas nos rins. Quinze milhões de brasileiros têm algum grau de comprometimento das funções renais e mais de 70% dos pacientes que entram em tratamento de diálise não sabiam que estavam com a doença.

A Doença Renal Crônica (DRC) é definida como anormalidade da estrutura ou função dos rins, presente por mais de três meses e com implicações para a saúde (National Kidney Foundation, 2013). Os rins são os principais órgãos responsáveis pela eliminação de toxinas e substâncias que não são mais utilizadas pelo organismo. São fundamentais para manter os líquidos e sais do corpo em níveis adequados, além de realizarem importante papel no metabolismo ósseo e mineral, sendo o local de ativação da vitamina D e, principalmente, órgão-alvo de diversos hormônios envolvidos no controle do cálcio e fósforo corporais.

 

Atualmente, a DRC é uma preocupação crescente e com potencial para se tornar um grave problema de saúde pública, por ser tratar de uma doença silenciosa, que aumenta à medida que a Obesidade e outros fatores de risco favorecem o desenvolvimento da hipertensão e do diabetes, considerados os principais fatores de risco para o desenvolvimento de doenças renais. Além desses, histórico familiar, tabagismo, medicamentos, dieta rica em proteína animal e sal e o envelhecimento da população continuam a fazer parte deste quadro. A evolução é lenta e, em geral, assintomática, no entanto, sintomas como cansaço, perda do apetite, fraqueza, palidez cutânea, anemia, aumento da pressão arterial, inchaço e sangue na urina, aparecem quando o funcionamento dos rins está comprometido em pelo menos 50%.

Sendo assim, já é conhecido que a obesidade, a hipertensão arterial e o diabetes são os principais grupos de doenças crônicas não transmissíveis que, entretanto, são passíveis de prevenção por meio da educação e conscientização, principalmente pela mudança no estilo de vida, alimentação adequada e atividade física, fatores que contribuem para a diminuição de complicações e consequentemente da evolução para a DRC.

 

Para cada fase uma dieta

O planejamento da dieta deve ser realizado pelo profissional nutricionista de forma individualizada, considerando a avaliação do estado nutricional, hábitos alimentares e exames laboratoriais. A característica da dieta vai depender da progressão e ação medicamentosa, neste momento o desenvolvimento do vínculo com o paciente facilitará o entendimento e melhor adesão à dieta que, em geral, poderá sofrer restrição de nutrientes: como proteínas, potássio, fósforo e líquidos.

Acesse artigo completo

Saiba Mais: https://www.eusemfronteiras.com.br/doenca-renal-cronica-nutricao-educacao-e-conscientizacao/

 

Dra. Vilani Figuiredo Dias

Nutricionista

CRN 9748

Entre em Contato

recepcao@clinicasementes.com.br

 Fone: (11)3884.8984

Rua Bento de Andrade, 58  D Jardim Paulista

O Dia Mundial do Diabetes, na verdade, é um alerta para a epidemia em curso, e foi escolhido o dia 14 de novembro como marco para que sejam trabalhadas as ações de prevenção e controle da doença. Este ano com enfoque Mulheres e Diabetes -Nosso Direito a um futuro saudável.

Vale ressaltar  que estas campanhas devem ter sua repercussão todos os dias e, assim, contribuir para diminuir o número  alarmante de pessoas acometidas pela Diabetes e melhorar a qualidade de vida das pessoas com a doença.

Diabetes mellitus (DM) é uma doença crônica multifatorial que afeta a forma como o organismo metaboliza a glicose, principal fonte de energia do corpo.

É caracterizada pelo aumento da glicose na circulação sanguínea, conhecido como “Hiperglicemia”. Esse aumento ocorre porque a “insulina”, hormônio responsável pela transporte da glicose para as células, deixa de ser produzida pelo pâncreas em quantidades  suficientes ou ainda o organismo desenvolve  uma resistência aos efeitos da insulina prejudicando a manutenção do  nível de glicose normal do organismo.

Atualmente, estima-se que a população mundial com diabetes seja da ordem de 387 milhões e que alcance 4

71 milhões em 2035. Cerca de 80% desses indivíduos vivem em países em desenvolvimento, onde a epidemia tem maior intensidade e há crescente proporção de pessoas acometidas em grupos etários mais jovens.

 

 

 

 

A DM como qualquer doença crônica necessita de tratamento e acompanhamento  clínico e nutricional. Entretanto, se não houver acompanhamento, as altas taxas de glicose no sangue podem favorecer algumas complicações, entre elas incluem danos, disfunção e falência de vários órgãos, especialmente  nos rins, olhos, nervos, coração e vasos sanguíneos. Continue reading Especialidades em Nutrição – Diabetes Novembro Azul

Estima-se que a população mundial com diabetes chega a 387 milhões e que alcance 471 milhões em 2035, com crescente proporção de pessoas acometidas em grupos etários mais jovens e cerca de 80% desses indivíduos vivendo em países em desenvolvimento, onde a epidemia tem maior intensidade. No Brasil, eles já são mais de 14 milhões, muitos sem diagnóstico e a maioria com controle inadequado, que leva a diversas complicações da doença, comprometendo a qualidade de vida e aumentando a mortalidade.

Os custos do Diabetes Mellitus (ou DM) afetam o indivíduo, a família e a sociedade, porém, não são apenas econômicos. Os custos difíceis de quantificar envolvem os sentimentos para tentar viver bem com a doença, dor, ansiedade, inconveniência e perda de qualidade de vida. Eles apresentam também grande impacto na vida das pessoas com diabetes e seus familiares.

Desta forma, é importante ressaltar que estas campanhas devem ter sua repercussão todos os dias e, assim, contribuir para diminuir os números alarmantes e melhorar a qualidade de vida da população.

Sendo assim, já é de conhecimento que o Diabetes Mellitus é uma doença crônica que afeta a forma como o organismo metaboliza a glicose, açúcar e amido, principal fonte de energia do corpo, mas também acomete o metabolismo de gordura e proteínas. É caracterizada pelo aumento da glicose na circulação sanguínea, conhecido como “Hiperglicemia”. Esse aumento ocorre porque a insulina, hormônio responsável pela absorção da glicose pelas células, deixa de ser produzida pelo pâncreas em quantidades suficientes ou ainda o organismo desenvolve uma resistência aos efeitos da insulina, prejudicando a manutenção do nível de glicose normal do organismo. A DM, como qualquer doença crônica, necessita de tratamento e acompanhamento clínico e nutricional.

Entretanto, se não houver acompanhamento, as altas taxas de glicose no sangue podem favorecer algumas complicações, entre elas incluem danos, disfunção e falência de vários órgãos, especialmente a nefropatia diabética (comprometimento dos rins), a retinopatia (que pode levar à cegueira), as doenças cardiovasculares, nervos e vasos sanguíneos (problemas que levam ao pé diabético).

Existem duas formas principais de Diabetes: o Tipo 1 (insulino-dependente  ou juvenil) e o Tipo 2 (não insulino-dependente ou com início mais frequentemente na vida adulta, mas crianças também podem apresentar) e algumas formas secundárias causadas por afecções como a doença pancreática, gravidez (diabetes gestacional), problemas hormonais e algumas medicações.

Neste caso, daremos ênfase aqui ao Diabetes Tipo 2, com o objetivo de contribuir com o esclarecimento da população sobre a doença, assim como mostrar as ações de prevenção e controle, complicações, papel dos alimentos e seus nutrientes, fracionamento individualizado da dieta, carga e índice glicêmico neste processo dinâmico. Vale ressaltar que a maior parte dos casos de diabetes está ligada a fatores comportamentais que envolve o estilo de vida e alimentação inadequada e é, portanto, passível de prevenção e controle.

 

Estes dados comprovam a importância de trabalhar cada vez mais na prevenção e ampliar o acesso à informação, considerando que a DM é, atualmente, um problema de saúde mundial. Os principais fatores de risco envolvem mudança no padrão alimentar (rico em produtos processados e ultraprocessados ricos em açúcares, gorduras e sal), sedentarismo, obesidade, níveis glicêmicos pré-diabetes, história familiar, história prévia de diabetes gestacional. Para tanto, manter um peso saudável e estilo de vida baseado em uma alimentação adequada e associada à atividade física regular pode prevenir e faz parte das ações primárias de prevenção.

 

Além disso, é importante reforçar as políticas que melhorem o acesso ao diagnóstico de diabetes, cuidados médicos, bem como medicação acessível. O controle do DM significa a manutenção dos níveis de açúcar (glicose) no sangue tão próximos dos valores normais quanto possível, sendo necessário ser acompanhados por uma equipe de saúde multidisciplinar para estabelecer um equilíbrio entre medicação, o monitoramento do açúcar sanguíneo, dieta e exercícios.

A chave do tratamento é o planejamento alimentar com objetivo de controlar o peso, os níveis de glicose e colesterol sanguíneos. No que se refere à medicação, ela atuará para aumentar a liberação de insulina (conforme o caso), reduzir glicose disponível e diminuir a resistência à insulina, além do importante papel da atividade física para manter a forma e tônus muscular, aumentar a sensibilidade às medicações e ajudar na manutenção do peso.

Continue reading O papel da nutrição na prevenção e controle do Diabetes Mellitus

A Vilaninutri – Nutrição, Saúde & Educação, sempre preocupada em inovar e oferecer o melhor Atendimento Nutricional , assim como um  Diagnóstico  Nutricional mais preciso  para os seus pacientes,   estará realizando mais um procedimento diferenciado, o  Exame  para análise da composição corporal por Bioimpedância Elétrica  em associação  a Antropometria já realizada durante o Atendimento Nutricional  .

A verificação e Análise da composição corporal é de suma importância na prevenção de saúde e no tratamento de várias doenças e auxilia o Nutricionista na tomada de decisões que envolvem a  prescrição dietética e planos alimentares  que atendam a necessidade e objetivo de cada paciente no processo de  mudança de comportamento alimentar .

Agende seu Exame  de Bioimpedância ou  Atendimento Nutricional  Completo! 

Saiba Mais :

Você   sabe como é e  para que serve  o exame de Bioimpedância elétrica ?

                                     Quer saber como está a sua composição corporal e os parâmetros de saúde?

Analisador de composição corporal por Bioimpedância elétrica

A bioimpedância é uma maneira eficiente e precisa de avaliar a sua composição corporal, utiliza um equipamento que mede o percentual de gordura do corpo e outros compartimentos como massa muscular, água e ossos  através de uma corrente elétrica de baixa intensidade que é imperceptível.

 

A meta de um programa de  Educação  alimentar e nutricional   por meio  de uma dieta equilibrada prescrita por um nutricionista e de exercícios (recomendado por um educador físico) deve ser a redução e manutenção da gordura corporal em níveis saudáveis e a manutenção ou aumento da massa muscular (tecido magro e metabolicamente ativo).

 

Os resultados permitem a Prescrição Dietética  de um Plano Alimentar para Acompanhamento Clínico e  de Emagrecimento, com enfoque em dietas  mais convidativas que promovam a aceitação e consequentemente  a mudança de comportamento alimentar e estilo de vida.

Os resultados também direcionam médicos na orientação da prevenção e tratamento clínico   e os Educadores Físicos  no que se refere a indicação de  Atividades físicas e treinos adequados às necessidades individuais envolvendo o condicionamento físico, ganho de massa muscular e  Emagrecimento por meio dos parâmetros  de percentual de gordura e de massa muscular.

Agende seu  Horário  

Atenção a alguns itens importantes para a execução do  exame!

O exame de bioimpedância é totalmente indolor e rápido.

É recomendável :

  • Faça jejum de alimentos e bebidas nas 4 horas que antecedem o horário do exame;
  • Não consuma bebidas alcóolicas dois dias antes do exame;
  • Evite o consumo excessivo de alimentos ricos em cafeína (chocolates, chás escuros e café) nos dois dias que antecedem o exame;
  • No dia anterior ao exame não realize atividade física intensa e não tome sauna;
  • Não estar em período menstrual (mullheres);
  • Não estar febril no dia do teste;
  • Tomar dois copos de água (500ml) no mínimo duas horas antes do teste (e manter este procedimento para os próximos testes);
  • Urine pelo menos 30 minutos antes da realização do exame.

Na hora do exame:

  • objetos metálicos devem ser removidos (anéis, cordões, pulseiras, relógios metálicos, etc);

Quem não pode realizar o exame

  • Pessoas com marca­passo, ou outro aparelho eletrônico interno ao corpo que dê suporte a vida
  • Mulheres grávidas ou com suspeita de gravidez
  • Pessoas com placas metálicas em ambos braço direito e perna esquerda, ou vice­-versa (braço esquerdo e perna direita), pois pode resultar em uma leitura errada de bioimpedância, subestimando a gordura e superestimando a massa magra. Caso existam placas, mas contidas em apenas um lado, o exame pode ser feito colocando-­se os eletrodos no lado sem metais
  • Obs: Estes preparativos garante melhor precisão do exame.

 

 

Dra. Vilani Figuiredo Dias

Nutricionista

CRN-3  9748

Entre em Contato

recepcao@clinicasementes.com.br

 Fone: (11)3884.8984

Rua Bento de Andrade, 58  D Jardim Paulista

Amamentar nunca sai de moda, Pense nisto!

Incentive, Oriente e Apoie a amamentação! 


O preparo materno para este momento é primordial para o sucesso da amamentação e sofre influências de muitos aspectos. Por isto o apoio da família será sempre importante neste processo que trará muitos benefícios a mãe e ao bebê.
Nas famílias em que as Mães amamentam o estímulo tende a ser propagados ao longo das gerações, vamos vestir esta camisa! E desfrute deste privilégio.
A maternidade é uma complexidade, em todas as suas dimensões, mas antes de tudo é a expressão máxima do amor, do cuidado e acolhimento.
Eu faço parte da família que amamenta e você ? 
Apoie está ideia 

O leite materno 

Você conhece o Alimento Padrão Ouro?
Na fase inicial da vida, o leite materno é indiscutivelmente o melhor alimento a ser ofertado, O Alimento Padrão Ouro, pois oferece a quantidade energética ideal e todos os nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento do bebê.

Entre estes nutrientes podemos destacar as proteínas, acúcares (lactose), gordura, sais minerais, vitaminas, água, fatores anti-infecciosos e de crescimento. Além dos nutrientes, o aleitamento materno proporciona inúmeros fatores imunológicos importantes na prevenção de morbidade e mortalidade infantil.  

Traz também benefícios psicológicos tanto para a mãe quanto para o bebê. Tais qualidades servem de embasamento para que o leite materno seja recomendado por especialistas de maneira exclusiva até os seis meses de idade e de maneira parcial até os dois ano ou mais.

 

Portanto a amamentação é considerada um marco importante para a formação do vínculo mãe-filho e para a manutenção de uma interação afetiva saudável.

Confira a matéria completa sobre Leite Materno: O alimento Padrão Ouro

 

Saiba mais: Artigo Completo em breve 

 

#semanamundialdaamamentação 

#smam2017 #promocaodasaude #dianacionaldasaude

#primeiroalimento  #leitematerno #alimentaçãosaudável

#nutricaooinfantil #nutriçãoegestação

#aleitamentomaterno #nutricaomaternoinfantil

#promocaodasaude #dianacionaldasaude

 #saude
#vilaninutri

https://www.facebook.com/vilaninutri/

 

Dra. Vilani Figuiredo Dias

Nutricionista

CRN 9748

Entre em Contato

recepcao@clinicasementes.com.br

 Fone: (11)3884.8984

(11)9 9848.9437

Rua Bento de Andrade, 58  D Jardim Paulista-SP

“Entenda como a nutrição pode ser um fator profilático nas cefaléias”
In MEDICAL PRESS_VOL. 03

Medical PRESS Brasil​
Verve Edit​

A enxaqueca é uma das formas de cefaléia, popularmente conhecida como dor de cabeça, é considerada um dos problemas de saúde, mais conhecido. De acordo com a  estimativa da OMS (Organização Mundial da Saúde), 75% dos adultos entre 18 e 65 anos já sofreu com esse sintoma ao longo da vida.

A Sociedade Internacional de Cefaléia aponta que  existem mais de 150 tipos de dor de cabeça que variam de brandas a severas até resultante de patologias mais graves. As mais freqüentes, são as  tensionais, dor latejante que muitas vezes, é acompanhada de outros sintomas, entre eles borramento da visão, percepção visual de pontos brilhantes, fotofobia (sensibilidade à luz), fonofobia (sensibilidade ao som), náusea e vômitos.

A Sociedade Brasileira de Cefaléia relata que os mecanismos relacionados com a sua fisiopatologia ainda não estão completamente esclarecidos, mas a inflamação neurogênica e a vasodilatação das artérias meníngeas induzida por óxido nítrico e serotonina, os distúrbios do metabolismo energético e predisposição genética parecem ser os principais responsáveis pela dor na Enxaqueca.

 

A Enxaqueca é uma doença neurovascular crônica caracterizada por ataques de cefaléia acionada por neuroquímicos e que  pode ser causada por diferentes fatores, assim como a fase do individuo. Ela é multifatorial e pode estar relacionada a fatores genéticos,  ambientais como (altitude, claridade, odores, cigarros) e até o calor excessivo que pode levar à desidratação leve e a dilatação dos vasos sanguíneos cerebrais, provocando dor de cabeça;

Os Fatores psíquicos e emocionais (tensão, stresse, depressão, transtornos do sono  e ansiedade) fases de flutuação hormonal ( TPM  e Gravidez), além  do sedentarismo,  medicamentos, alterações inflamatórias, ingestão de bebida alcoólica, desidratação, jejum prolongado,  Fatores dietéticos como a má alimentação, assim como  certas substâncias químicas contidas nos alimentos podem  influenciar na sua  fisiopatologia.

A Enxaqueca tem uma elevada prevalência na nossa sociedade, bem como, um impacto socio-económico e individual devido a debilidade física, a transtornos afetivos, a uma acentuada redução da capacidade de atenção e de aprendizagem na escola/emprego, a absentismo escolar/laboral e a procura de serviços médicos.

As crises de enxaqueca estão diretamente relacionados aos hábitos de vida e os fatores desencadeantes depende muito de pessoa para pessoa e deve ser investigado. É preciso ter muito cuidado e buscar o tratamento correto. A automedicação, não é recomendada, de acordo com a sociedade brasileira de cefaléia,  se a dor não cessar com analgésico, o individuo  deve procurar ajuda de um neurologista para identificar a causa da dor de cabeça para estabelecer o tratamento adequado e não se automedicar continuamente.

Embora exista uma predisposição genética para a enxaqueca, alguns fatores podem piorar os sintomas e o  principal deles é a alimentação. Desta forma, o tratamento das cefaléias envolvem medicamentos, mudança no estilo de vida e hábitos alimentares. Para tanto conhecer o tratamento  e entender como  a nutrição pode ser um fator profilático nas cefaléias é relevante e pode auxiliar o individuo neste processo.

Os fatores promotores das crises de enxaqueca estão diretamente relacionados aos hábitos de vida, manter uma rotina de alimentar equilibrada, uma boa hidratação e atividades físicas regulares favorece a qualidade de vida de quem sofre com a doença. para tanto algumas situações precisam ser evitadas.

Ficar em Jejum muito tempo  pode causar hipoglicemia. Os níveis de açúcar variam de acordo com a alimentação, o consumo de medicamentos e também a produção de hormônios. Quando os níveis de açúcar  caem muito, isso pode resultar em hipoglicemia (baixo índice de açúcar no sangue). Nessa situação, o cérebro não recebe glicose suficiente para funcionar de forma apropriada. O corpo, então, reage produzindo hormônios que liberam glicose na corrente sanguínea. Como resultado, a pressão se eleva, o que pode desencadear a enxaqueca.

Saiba mais em : In MEDICAL PRESS_VOL. 03_CAPA MASTER_CÉREBRO.
https://issuu.com/verveeditora/docs/revista__medical__press__03__master/27 via @issuu

 

https://www.facebook.com/vilaninutri/

 

Dra. Vilani Figuiredo Dias

Nutricionista

CRN 9748

Entre em Contato

recepcao@clinicasementes.com.br

 Fone: (11)3884.8984

Rua Bento de Andrade, 58 D Jardim Paulista

Pré-agende sua consulta

É fácil e rápido

Contate-nos (11)3884-8984
error: Conteúdo protegido